Ao usar o serviço de factoring, meu cliente precisa saber?

maio 22, 2019, Author: Simples Factoring

A utilização do serviço de factoring tem se tornado cada dia mais comum, à medida que mais empresas tomam conhecimento de como funciona essa atividade e percebem seus benefícios para o próprio negócio.

Entretanto, muita gente ainda tem dúvidas sobre a impressão que pode passar para seu público ao deixá-lo ciente de que faz uso do fomento mercantil. Uma insegurança normal, mas que não tem fundamentos plausíveis.

A questão é que sim, seu cliente vai saber, mas isso não é um problema. Continue lendo e entenda o porquê.

Somente empresas com dificuldade financeira utilizam factoring?

De forma alguma! O principal objetivo de uma factoring é antecipar os recebimentos que uma empresa receberia a prazo, cobrando uma taxa pela operação. Isso quer dizer que a empresa que utiliza o serviço passa a ter dinheiro em mãos para investir em seu negócio, adquirir matéria-prima ou equipamentos, pagar fornecedores e contas, enfim, evitar dívidas e atrasos em seus compromissos.

Utilizar o fomento comercial é uma excelente forma de obter capital de giro imediato, podendo ser bastante útil para o caso de uma decisão estratégica do setor financeiro de uma instituição.

A ideia de que utilizar o serviço de uma factoring é sinônimo de que a empresa vai mal é um mito, pois o serviço não serve apenas para dificuldades e emergências. Esta é uma atividade legal e que hoje em dia sustenta várias organizações.

Factoring é o mesmo que agiotagem?

Não. O agiota é uma pessoa física que utiliza seus próprios recursos para fazer empréstimos mediante pagamento de juros — com taxas bem altas, a propósito. Esta prática é ilegal e não existe qualquer regulamentação para ela.

Já a atividade de uma factoring conta com amparo e regulamentação do Código Civil e da Constituição Federal. É uma prática legalizada, com garantias de direitos e deveres para ambas as partes envolvidas. Vale ressaltar que factorings não prestam serviço para pessoas físicas, mas para pessoas jurídicas e profissionais liberais.

O cliente precisa saber que sua empresa está utilizando o serviço?

Sim, é obrigatório informar ao seu cliente, pelo fato de que antes ele era seu devedor e, a partir do momento em que uma factoring compra seus títulos, passa a ter um novo credor. Isso é o que o artigo 290 do Código Civil chama de cessão de crédito.

A notificação ao cliente sobre a operação de factoring é extremamente importante, pois a cessão de crédito não tem eficácia para o devedor caso ele não seja informado.

Muitas empresas de factoring já têm o costume de enviar ao sacado uma notificação via Correios, com aviso de recebimento, para garantir que o título adquirido seja pago e para servir de argumento, seja judicial ou não, para o caso de um eventual protesto.

Em termos jurídicos, diz-se que a empresa que possui os créditos é denominada faturizada e a factoring é a faturizadora, para quem é transferida mediante contrato a titularidade dos créditos a prazo que a outra possui contra seus clientes, denominados sacados-devedores.

Cabe então à faturizadora enviar notificação da cessão de crédito ao sacado-devedor do título informando a nova titularidade dos créditos. A partir do momento que o sacado-devedor está ciente da cessão de crédito, torna-se vinculado à nova relação e seu pagamento deve ser feito à faturizada, sua nova credora.

Há outra alternativa para comunicar essa transição?

Caso sua preocupação seja manter um relacionamento mais transparente e amigável com seus clientes, uma opção é você mesmo comunicar sobre a operação antes que o devedor receba a notificação da empresa de factoring.

Isso pode ser feito, por exemplo, com uma mensagem informando que a prática é legal e que o objetivo é melhorar ainda mais seus produtos/serviços e seu atendimento ao consumidor. Mostrar ao cliente que sua preocupação é conseguir atendê-lo da melhor maneira possível fará com que ele se sinta importante para seu negócio e o recebimento da notificação não resultará em nenhum desconforto.

Inclusive, disponibilizamos em nosso site uma carta modelo para você baixar gratuitamente e usar como guia na comunicação com seus clientes.

Como foi possível ver, não há problema algum no fato de seu cliente tomar conhecimento de sua utilização dos serviços de uma factoring. Caso deseje mais informações sobre essa atividade, entre em contato conosco!

Comments (0)